Você sabe o que é NIPT???

20 julho 2020


O NIPT é um exame laboratorial de triagem pré-natal, não invasivo, que detecta, além do sexo do bebê, possíveis alterações cromossômicas e trissomias (Síndrome de Down, Síndrome de Edwards e Síndrome de Patau). É realizado através da coleta de sangue materna, a partir da 10ª semana de gestação. Não oferece risco de abortamento. Quer saber mais? Estamos à disposição!!!

Não cabe no peito o amor que seu filho sente por você

16 fevereiro 2020


Não cabe no peito o amor que seu filho sente por você 
 Você que é uma mãe recém-nascida e que provavelmente se encontra em um looping de sentimentos, atenção. Imagino que você deve estar feliz e emocionada, sem acreditar que tem seu filho nos braços, ao mesmo tempo em que nunca esteve tão, tão, tão... cansada. 
Estou certa? E aqui, cá entre nós, eu sei que esse cansaço tira a gente do eixo. Gera desânimo, frustração, lágrimas. Medo. Desespero. Eu sei que quando chega a décima mamada da madrugada você pode jurar que não vai conseguir se levantar. Sei exatamente o que é privação de sono e como isso afeta nosso humor e bem-estar. Sei bem como você se sente. Já estive no seu lugar. Sei da saudade enorme da vida de antes, misturada à profundidade do puerpério. Também sei que você deseja um banho longo e tranquilo sem escutar choro imaginário. Sei que, provavelmente, você está louca de vontade de comer uma barra de chocolate, mas prefere não arriscar porque disseram que dá cólica no bebê. Sei da sensação de impotência de ver o filho berrando, tentar de tudo e não saber mais o que fazer para acalmá-lo. Sei também que muitas vezes você acaba chorando junto com ele. Sei que no início da noite pode rolar choro (seu) e coração apertado. Sei de todas as sensações do baby blues. Sei que hora ou outra você pode até pensar: será que a maternidade é para mim? Será que darei conta? Sei que a responsabilidade pesa, o julgamento machuca e os palpites insistem em encher a paciência, que já não anda lá esses coisas. Sei de todos os desafios que você está enfrentando. Entendo você. 
Mas, por alguns minutos, pare tudo o que está fazendo e olhe com atenção para o seu bebê. Olhe com cuidado. Concentre-se nos olhinhos, que nem enxergam direito, mas te olham como ninguém jamais te olhou. Concentre-se na fragilidade da cabecinha e do pescocinho, que mais parecem feitos de mola. Olhe com atenção os detalhes das mãozinhas minúsculas, que costumam ter fiapos de roupa entre os dedinhos. Repare na finura das unhas e no toque suave da pele dos pezinhos. Atenção para o corpinho. Você já viu algo mais indefeso? Agora volte a reparar como ele te olha, como ele acredita. Repare como ele não hesita em duvidar dos seus cuidados, mesmo nos momentos em que você perde a paciência. Ele crê em você. Sem motivo, sem razão, sem “porquês”. Ele te ama na cólica, no frio, na fome, na sede. No desconforto. Na dor. Ele te ama fedida, de coque, sem escovar os dentes e com a roupa surrada. Ele te ama no seu mau humor. E até naqueles dias em que você fica de pijama o tempo inteiro. Ele te espera nas suas breves ausências. O amor dele por você não tem medida, não tem começo, nem meio. Não tem pausa. Não tem dúvida. Nunca terá fim. Dizem por aí que nós, mães, ensinamos aos nossos filhos sobre amor. Mas acredito que são eles, recém-nascidos, que nos dão a maior aula de amor que a humanidade já viu. Claro, não dava para esperar menos de quem acabou de chegar do céu.

 Texto de Thaís Vilarinho, publicado na Revista Crescer
Imagem: https://pixabay.com/pt/users/ediona-12993872/

A importância dos Primeiros 1.000 dias

10 fevereiro 2020


Você sabe o que são os primeiros 1.000 dias? 

Imagem de Mylene2401 por Pixabay

Geralmente os papais e mamães sabem que os primeiros dias de existência do feto/bebê requerem atenção e esforços redobrados. Mais do que isso, que os cuidados com a criança começam ainda na gestação. 

Contudo não são informados que os primeiros 1.000 dias são essenciais para o futuro do(a) seu(a) filho(a). Cada vez mais pesquisas mostram que o início da existência do bebê é determinante para criar os padrões físico, emocional, cognitivo e metabólico dele, dali em diante. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, os cuidados da mãe na gestação, parto e nos primeiros dois anos do bebê são fundamentais para a saúde do indivíduo durante o resto de sua vida, pois é no começo que se pode influenciar o que acontecerá no resto dela. Afinal, é nesse período que cada célula do corpo está sendo formada e programada. O crescimento e o desenvolvimento nesse período são maiores do que durante toda a existência. Por isso, ele é considerado uma fase tão especial, um intervalo de ouro, que pode mudar radicalmente o destino da criança, não apenas em termos biológicos, mas também em questões intelectuais e sociais. 

Essa fase, que engloba os 270 dias da gestação mais os 365 dias do primeiro ano e os 365 dias do segundo ano de vida, tem um impacto enorme na saúde física e na estrutura emocional da criança, repercutindo ao longo dos anos futuros. 

Para se ter uma ideia do que ocorre neste período, durante o primeiro ano o peso do bebê quadruplica e o comprimento aumenta em aproximadamente 50%; seu cérebro triplica de tamanho e desenvolve mais de 80% da sua capacidade. As experiências do feto/bebê durante os primeiros mil dias também modulam a programação metabólica e a expressão genética, interferindo, de maneira irreversível, no curso da vida. É como se o bebê pudesse prever o ambiente em que vai viver através da placenta, do leite materno e das primeiras experiências e, a partir daí, conseguisse ativar ou desativar alguns interruptores para melhor se adaptar. Assim, esse intervalo de tempo é uma janela de oportunidades em termos de cuidados com o organismo pois ocorre uma espécie de programação física e metabólica do que muito provavelmente irá acontecer no resto da vida, configurando um período crucial para a prevenção de doenças, para o amadurecimento dos sistemas nervoso e imunológico e também para a implantação de bons hábitos de saúde. 

- Prevenção de obesidade e doenças relacionadas 
- Melhora da imunidade 
- Desenvolvimento intelectual favorecido 
- Estímulo ao crescimento saudável 
- entre outros 

Desta maneira fica evidente a importância da prevenção e do cuidado durante essa fase de ouro da vida, uma vez que seus reflexos serão vistos no decorrer de toda a existência...

Para que serve uma Consultora Materna???

01 fevereiro 2020



A Consultora Materna, também conhecida como Baby Planner, é uma profissional do ramo materno-infantil que estudou e se especializou para ajudar a mulher (e os familiares) antes, durante e após a gestação, realizando toda a gestão do planejamento e assessorando em tudo aquilo que diz respeito a essa nova fase.
Oferece apoio, informação e recursos para que a mamãe e o papai possam viver esse momento de forma plena e segura, fortalecendo o vínculo existente entre eles e o bebê, desde a concepção.
A Consultoria Materna foi reconhecida como profissão quando Keely Paice lançou sua empresa no Reino Unido em setembro de 2006. Rapidamente se espalhou pela Europa e Estados Unidos, chegando ao Brasil em meados de 2008/2009.

Quer saber mais??? Entre em contato conosco!!!

Querendo engravidar? A "segunda" pode ser a solução...

26 dezembro 2019




Por muito tempo os homens foram orientados a "limitar" a atividade sexual para aumentar as chances de engravidar sua parceira. Contudo, um estudo na China mostrou que ter relações sexuais duas vezes seguidas, com intervalo de 3 horas, pode aumentar as chances de gravidez porque os espermatozoides liberados na "segunda performance" tem mais mobilidade devido a sua alta concentração de proteína, se comparados com os da "primeira performance". Além disso, os espermatozoides não sofrem a fragmentação de DNA por estresse oxidativo de ficarem muito tempo no epidídimo (órgão acima dos testículos responsável pelo armazenamento e maturação).

Quer notícia melhor do que essa??? 😉

O melhor momento para engravidar

12 dezembro 2019


Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

O melhor momento para engravidar é pela manhã, antes das 07h30!!! 😮😮😮 E na Primavera!!! 😳😳😳

Segundo um estudo suíço, publicado em https://www.tandfonline.com/…/10.1080/07420528.2018.1483942…, os espermatozóides são mais potentes logo pela manhã. De acordo com os pesquisadores, as amostras de sémen coletadas antes das 7h30 apresentaram maiores concentrações de esperma (e com melhor qualidade) do que nos demais horários. A pesquisa ainda revelou que a primavera seria a época do ano com maiores chances de fecundação, porque a produção de sémen está diretamente relacionada com a temperatura corporal. E então? Não custa tentar, né?